sábado, 5 de dezembro de 2015

Oque é o Estado Islamico?

Estado Islâmico (EI), conhecido também como ISIS (Islamic State of Iraq and ash-Sham) é um grupo islâmico radical que tomou posse de  grandes porções do território no leste da Síria e em todo o norte e oeste do Iraque.
Suas táticas brutais – incluindo assassinatos e sequestros de membros de minorias religiosas e étnicas em massa, bem como as decapitações de soldados e jornalistas – geram medo e indignação em todo o mundo e que se fundamenta na aplicação da lei religiosa islâmica.

Islâmico: Do .islã ou do islamismo. = ISLAMITA, ISLAMÍTICO, MUÇULMANO

fonte: www.ofimdostempos.com

Como Surgiu o EI?

O Estado Islâmico tem origem na Al-Qaeda do Iraque (AQI). O grupo ficou enfraquecido e sem recursos depois que os Estados Unidos derrubaram o ditador Saddam Hussein e declararam seu partido ilegal em 2003, marginalizando os sunitas como um todo. Em 2011, a AQI recebeu apoio financeiro para entrar na guerra civil síria ao lado dos rebeldes – apoiados pelo Ocidente. No mesmo ano, os EUA retiraram suas tropas do Iraque, abrindo espaço para a criação grupo, que adotou o nome Estado Islâmico do Iraque e Levante em 2013.
O que está na origem do surgimento do Estado Islâmico (EI) não é a religião muçulmana, mas questões políticas relacionadas ao histórico ocidental colonialista, ao apoio dos EUA a regimes autocráticos no Oriente Médio e à invasão americana do Iraque, avalia o professor de religião Todd Green, que acaba de lançar o livro The Fear of Islam: An Introduction to Islamophobia in the West (O Medo do Islam: Uma Introdução à Islamofobia no Ocidente).
“Não podemos contar a história do ISIS separada da política externa dos Estados Unidos”, disse ao Estado, usando uma das siglas pelas quais o grupo é conhecido. Segundo ele, a gênese do EI está na invasão do Iraque pelos Estados Unidos, que abriu caminho para o surgimento da Al Qaeda no Iraque, a organização precursora do grupo que hoje controle parte dos territórios daquele país e da Síria.
Professor de religião do Luther College, em Iowa, Green é crítico da ativista Ayaan Hirsi Ali, que nasceu na Somália, foi submetida à mutilação genital e hoje vive nos Estados Unidos. “Ela ignora a história de violência ocidental, incluindo o colonialismo”, afirma. “Ela coloca toda a culpa nos muçulmanos e no islã e há muitos no Ocidente que a adoram por isso.”

fonte:http://zh.clicrbs.com.br/  http://internacional.estadao.com.br/

Qual o Principal Objetivo do EI?

O grupo quer construir um estado islâmico sunita sob um regime radical. Em um primeiro momento, o foco é controlar territórios na Síria e no Iraque, mas líderes do EI já assinalaram a possibilidade de avançar para outros países como Jordânia e Arábia Saudita no futuro.

Qual a diferença do EI para outros grupos extremistas?

O Estado Islâmico chama atenção por dois principais motivos: seu poder financeiro e sua crueldade. O grupo já comanda um grande território e tem ricas fontes de recursos, como petróleo. Em relação à violência, Visentini explica que é uma maneira de mostrar força e desestimular respostas ao seu avanço, além de conquistar novos adeptos. O grupo é conhecido por executar as pessoas que se recusam a se converter ao islamismo sunita e divulga imagens de suas crueldades, que incluem decapitação e crucificação.

fonte: http://zh.clicrbs.com.br/

Quais os Proximos Alvos do Estado Islâmico?

Após Paris, agora será a hora de "Roma, Londres e Washington". Essa é sinistra mensagem que acompanha as comemorações dos simpatizantes do grupo terrorista Estado Islâmico (EI, ex-Isis) sobre a série de atentados ocorridos na noite desta terça-feira (13) na capital francesa.  

Usando a hashtag em árabe que significa "Paris em Chamas", os apoiadores dos extremistas também enviam mensagens contra a Espanha e Portugal, território do antigo Califado na Europa.  

fonte: http://noticias.uol.com.br/

1 comentários:

Mais lidas Todo blog